Jazz.pt review by José Pessoa

Carlos Bica & Azul – Things About (CF 239)
****
Carlos Bica é um dos músicos portugueses com mais destaque internacional. A sua obra evidencia referências de múltiplos universos, da música erudita à folk, ao rock e a outras formas de improvisação. No seu percurso encontra-se uma sólida formação na Academia dos Amadores de Música, nos Cursos de Música do Estoril e na Escola Superior de Música de Würzburg, na Alemanha. Foi também membro de diversas orquestras de câmara.

O contrabaixista tem centrado muito a sua actividade em Berlim, cidade que nos últimos anos se converteu numa vibrante capital para a arte contemporânea e que o tem acolhido muito bem. Aí partilhou encontros com muitos músicos e projectos, como Diz, Tuomi, Bica-Klammer-Kalima, Essencia, Tango Toy. Entre eles, o trio Azul é, talvez, um dos melhores exemplos da qualidade excepcional da sua música. O trio é uma formação difícil, pois, caso não haja uma grande interacção colaborativa, expõem-se todas as fragilidades do conjunto. Não é esse o caso!

Jim Black é talvez a arma mais poderosa deste grupo. Tem um estilo imprevisível de percussão, cheio de humor e de ironia, que tanto pode ser frenético como doce no rogaçar das peles ou no arranhar dos pratos com as baquetas ou por meio de um arco. O efeito final é que importa, de interacção com os outros, de provocação e de captação do interesse dos ouvintes para as construções. A colaboração de Black com o preciosismo e o sentimento do contrabaixo de Bica torna-se simbiótica.

Pelo seu lado, Möbus é um guitarrista que dedica uma enorme atenção à harmonia, à melodia e às texturas, que exercita em improvisações bem estruturadas e desprovidas de quaisquer pirotecnias desnecessárias. Mesmo quando improvisa dá-nos a ilusão de que continua apenas a acompanhar os outros dois músicos.

Um das faixas de que mais gosto, em total contradança com a toada mais lenta do resto do álbum, é a enérgica “Deixa Pra Lá”. Ainda assim, esta edição não consegue ultrapassar o nível superlativo do último CD que publicou, há cinco anos (“Believer”), que será talvez o melhor trabalho do Azul.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s