Jazz.pt review by Nuno Catarino

CF306Joe Morris Quartet – Balance (CF 306)
****
O novo “Balance” marca o regresso de Joe Morris ao seu quarteto dos anos 1990. A guitarra de Morris volta a contar com a companhia de Mat Maneri na viola, Chris Lightcap no contrabaixo e Gerald Cleaver na bateria. O prolongado tempo de hibernação não se faz notar e, com toda a naturalidade, a elevada qualidade dos instrumentistas acaba por encontrar paralelo na dimensão colectiva da música. Segundo Morris escreve nas “liner notes” que para estúdio levou apenas algumas ideias melódicas para a sua guitarra, deixando os seus parceiros a improvisar sem qualquer referência. A verdade é que o quarteto cedo revela uma magnífica união, sem necessidade de material escrito para encontrar a orientação comum.

Morris tem um raro som aveludado, como que vindo de outra época, mas encaixando-se na perfeição em qualquer ambiente, e até em música completamente aberta. A viola de Mat Maneri confirma tudo o que se disse sobre este ao longo das últimas duas décadas. Chris Lightcap é, sem dúvida, um dos grandes deste século. Além de inúmeras colaborações, editou o óptimo “Deluxe” na “nossa” Clean Feed. A bateria de Gerald Cleaver é capaz de uma versatilidade rítmica sem limites.

A secção rítmica não se mostra apenas sólida como também inventiva, lançando faíscas a todo o momento. Morris encontra em Maneri um companheiro à altura, fervilhante de ideias, numa parceria que emana fulgor. Entre estes quatro músicos – Morris, Maneri, Lightcap e Cleaver – a comunicação é permanente. Assistimos a um diálogo constante que faz a música evoluir de forma consistente, sem choques, com toda a segurança.

Uma das faixas mais interessantes (e algo atípica no alinhamento) é a terceira, “Trust”. Neste tema lento a percussão de Cleaver fica-se pelas vassouras, o contrabaixo de Lightcap é um eixo central (primeiro no arco, depois na pulsão como motor), a viola de Maneri deixa-se levar pela imaginação e a guitarra de Morris contrapõe notas sóbrias. Bem fez Morris ao ressuscitar este quarteto de boa memória. Desmentindo a ideia popular, nunca é tarde para se voltar aos locais onde já se foi feliz.

http://jazz.pt/ponto-escuta/2014/12/02/joe-morris-quartet-balance-clean-feed/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s