Expresso review by João Santos

CF307

CF303
Adam Lane’s Full Throttle Orchestra – Live in Ljubljana (CF 307)
****
Angles 9 – Injuries (CF 303)
***
Lane quase que abre demasiado o jogo, nas notas de apresentação, referindo Duke, Mingus, Muhal ou Parliament. Ao introduzir ‘Ashcan Rantings’, incorpora na sua exposição ao contrabaixo os nomes de Jimmy Blanton, Richard Davis ou Bootsy Collins. Com orgulho proletário, menciona ainda os de James Jamerson e Carol Kaye. Soa, por vezes, mais convincente do que aquilo que na realidade é. Mas há muito que não surgia um octeto, assim, apto em ir de “Birth of the New Cool” (Sonny Criss, com arranjos de Horace Tapscott) até, digamos, a “Ming” (David Murray), ficando apenas a dever ao nível da capacidade de síntese e da agilidade nas dinâmicas. Ilustra um namoro de verão com formas canónicas – trazendo à memória Don Ellis – e possui fundações edificadas a partir de robustas linhas de baixo que não destoariam num álbum de Graham Collier. Cada um dos seus solistas comanda atenções como uma avioneta a sobrevoar praias. Já Martin Küchen, à frente de nove executantes, redige no livreto qualquer coisa com a pertinência de uma bula num genérico. No seu pior, lembra o que fariam Archie Shepp, Gato Barbieri ou Carla Bley com as compilações “Éthiopiques” no gira-discos. Mas também põe a descoberto uma beleza a todos os níveis planificada que praticamente desapareceu do jazz de hoje.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s